The Kitchen: Filme de Daniel Kaluuya divide a opinião do público na Netflix

Em uma era dominada por superproduções e remakes, a Netflix traz uma proposta diferente com The Kitchen, um filme de ficção científica que aborda temas socioeconômicos em um futuro distópico.

Dirigido por Kibwe Tavares e pelo vencedor do Oscar, Daniel Kaluuya, o filme se desenrola em um cenário onde a disparidade entre ricos e pobres se amplia, mergulhando muitos em uma área conhecida como The Kitchen.

Apesar de sua premissa promissora e temas relevantes, o filme tem recebido reações mistas, especialmente em relação ao seu desfecho. Veja abaixo!

Pôster de The Kitchen. Crédito: Netflix.
Pôster de The Kitchen. Crédito: Netflix.

Quem é Daniel Kaluuya?

Daniel Kaluuya, conhecido por sua atuação em “Corra!” e “Pantera Negra”, não é apenas um dos protagonistas, mas também um dos diretores de “The Kitchen”.

Sua trajetória no cinema, marcada por escolhas ousadas e performances impactantes, garante uma camada extra de expectativa para este novo projeto.

Kaluuya, ao lado de Kibwe Tavares, tenta trazer uma visão única para o cenário da ficção científica, utilizando o cinema como uma ferramenta para discutir questões contemporâneas.

Conheça a trama de The Kitchen

Ambientado em um futuro não muito distante, The Kitchen explora a vida de Izi (interpretado por Kane Robinson) e Benji (Jedaiah Bannerman), dois habitantes da região empobrecida conhecida como The Kitchen.

Izi vê uma oportunidade de mudar de vida e se mudar para uma área mais privilegiada de Londres, mas as coisas se complicam quando ele assume a responsabilidade por Benji, um garoto cuja mãe faleceu recentemente.

A complexa relação entre eles e a luta por sobrevivência em um mundo dividido formam o cerne da narrativa.

Leia mais:

Final de The Kitchen divide as opiniões dos fãs

Apesar dos elementos que compõem um drama sólido, as opiniões sobre The Kitchen são divididas, especialmente em relação ao final do filme.

Alguns espectadores, como @axqin_ no X (anteriormente conhecido como Twitter), expressaram decepção, chamando o filme de “o mais sem sentido de todos” devido ao seu final abrupto.

Outros, como @dareusdapri, apreciaram o filme até o desfecho, desejando que houvesse mais para o final, mas ainda considerando-o bom.

O que acontece no final de The Kitchen?

O desfecho de The Kitchen deixa Izi e Benji em um momento de tensão, com a polícia à porta e o futuro dos personagens incerto.

A ambiguidade do final tem sido um ponto de controvérsia, levando alguns a interpretá-lo como uma reflexão sobre a desesperança.

Outros encontram nele um fio de otimismo, especialmente na interação final entre Izi e Benji, sugerindo um reconhecimento tácito de uma conexão paternal.

A reflexão do final do filme

The Kitchen propõe uma reflexão sobre a disparidade econômica e os desafios enfrentados pelas comunidades marginalizadas.

Ao deixar perguntas sem resposta, o filme ecoa a complexidade das questões socioeconômicas na vida real, sem soluções fáceis.

Alguns espectadores, como @meshisland, escolheram apreciar o filme por sua beleza e mensagem, apesar do final ambíguo, vendo-o como uma representação da luta contínua contra a divisão e a injustiça.

Cena de The Kitchen. Crédito: Netflix.

A conclusão fica a cargo do público

The Kitchen se destaca não apenas por sua narrativa e atuações, mas também pela discussão que tem gerado entre o público.

Seu final pode não ter agradado a todos, mas o filme consegue iniciar uma conversa importante sobre temas que afetam nossa sociedade.

Para aqueles que buscam mais após o final abrupto, Top Boy, também estrelado por Kane Robinson, pode ser uma boa pedida para continuar explorando narrativas complexas e personagens cativantes na Netflix.

você pode gostar também