Fãs de Avatar estão REVOLTADOS com mudança em Sokka na Netflix

A adaptação live-action de Avatar: O Último Mestre do Ar pela Netflix gerou grande expectativa entre os fãs da série animada original. Contudo, uma recente revelação sobre mudanças no personagem Sokka provocou controvérsia e debate.

A equipe de produção da série confirmou que Sokka, um dos personagens mais amados da trama, terá uma abordagem diferente no live-action. Abaixo, vamos mostrar o que isso significa, e qual foi a reação dos fãs.

Por que os fãs de Avatar não curtiram mudança em Sokka? Crédito: Netflix.
Por que os fãs de Avatar não curtiram mudança em Sokka? Crédito: Netflix.

Tudo sobre a história de Avatar

O mundo de Avatar: O Último Mestre do Ar é dividido em quatro nações: Água, Terra, Fogo e Ar. Em cada nação, existem pessoas conhecidas como “mestres” capazes de manipular, ou “dobrar”, o elemento de sua nação.

A série se passa em um mundo em guerra, no qual a Nação do Fogo lançou uma campanha para dominar as outras três nações.

A história centraliza-se em Aang, um garoto de doze anos que é o último sobrevivente dos Nômades do Ar e o “Avatar” – um ser especial capaz de dominar os quatro elementos e destinado a trazer equilíbrio ao mundo.

Aang é encontrado congelado em um iceberg por Katara, uma jovem mestre da água, e seu irmão Sokka. Juntos, eles embarcam em uma jornada para ajudar Aang a dominar os quatro elementos e derrotar o Senhor do Fogo Ozai, pondo fim à guerra e restaurando a harmonia entre as nações.

Sokka não será sexista na adaptação de Avatar

Na série animada, Sokka, que é interpretado por Ian Ousley no live-action, frequentemente fazia comentários considerados sexistas, especialmente no início da série.

Essas falas, como “garotas são melhores em costurar do que garotos, mas garotos são melhores em caça e luta”, foram um aspecto marcante do personagem original.

No entanto, na nova adaptação da Netflix, tais falas foram removidas, com o objetivo de refletir uma abordagem mais contemporânea e menos sexista.

“Em todos os sentidos, o realismo tem mais peso”, comentou Ousley em um papo recente com a imprensa.

Elenco fala sobre as alterações no arco de Sokka

Ian Ousley e Kiawentiio Tarbell, que interpreta Katara, irmã de Sokka, comentaram sobre as mudanças no arco do personagem.

Kiawentiio mencionou que “algumas coisas funcionam bem em animações, mas ganham um peso diferente em live-action”. Ela sente que a nova série atenuou o aspecto sexista de Sokka, considerando muitos de seus momentos na animação original como “duvidosos”.

“Sinto que também eliminamos o elemento de quão sexista Sokka era”, completou a atriz.

Leia mais:

Fãs de Avatar não curtiram a mudança

A decisão de alterar o comportamento de Sokka no live-action tem sido um ponto de discórdia entre os fãs.

Enquanto alguns aplaudem a atualização do personagem para padrões modernos de representação e igualdade de gênero, outros sentem que a mudança pode alterar a essência e o desenvolvimento do personagem, que originalmente aprende e evolui a partir de suas falhas.

O maior problema é o fato do sexismo e do machismo serem partes imprescindíveis do arco de Sokka. O personagem começa Avatar com pensamentos bastante retrógrados, mas no decorrer da série, acaba adotando uma nova perspectiva, em uma evolução considerável.

Personagens da adaptação live-action de Avatar. Crédito: Netflix.

Data de estreia de Avatar: O Último Mestre do Ar na Netflix

A adaptação de Avatar: O Último Mestre do Ar pela Netflix está trazendo mudanças significativas em seus personagens, refletindo as sensibilidades contemporâneas. A alteração no personagem Sokka é um exemplo claro dessa tendência.

Enquanto a série procura se adaptar a um novo público e época, o desafio será equilibrar a fidelidade ao material original com as expectativas modernas de representação e inclusão.

Resta esperar para ver como essas mudanças serão recebidas após o lançamento da série em 22 de fevereiro. Veja abaixo o trailer:

você pode gostar também