WhatsApp vai ficar cheio de anúncios? Publicidade começará a ser exibida; entenda

O WhatsApp, aplicativo de mensagens, esclareceu sua estratégia publicitária por meio de uma entrevista com Will Cathcart, diretor da plataforma. Cathcart afirmou que não planeja exibir anúncios na caixa de entrada principal, contradizendo relatos anteriores. Em vez disso, a empresa explora alternativas, como a possibilidade de inserção de anúncios em canais ou status. A busca por diversificação de receitas, destacada pelo lançamento do recurso de streaming de Canais, revela a adaptação do WhatsApp para garantir sustentabilidade financeira.

O WhatsApp, o aplicativo de mensagens mais popular do mundo com mais de 2 bilhões de usuários, finalmente esclareceu suas intenções em relação à publicidade.
WhatsApp (FreePik/Reprodução)

Estratégia publicitária do WhatsApp

O WhatsApp, o aplicativo de mensagens mais popular do mundo com mais de 2 bilhões de usuários, finalmente esclareceu suas intenções em relação à publicidade. Will Cathcart, diretor do WhatsApp, recentemente compartilhou algumas informações em uma entrevista à mídia brasileira, tirando algumas dúvidas e oferecendo uma visão clara sobre os planos da empresa.

Abordagem de colocação de anúncios

Ao contrário de especulações anteriores, Cathcart afirmou de forma inequívoca que o aplicativo não planeja exibir anúncios nas caixas de entrada principais dos usuários. Essa declaração contradiz relatos anteriores, proporcionando alívio às preocupações dos usuários. Apesar da ausência de anúncios na caixa de entrada principal, o WhatsApp está explorando outras áreas para a incorporação de publicidade.

Espaços potenciais para anúncios

Cathcart indicou haver potencial para anúncios em outros lugares, como canais ou status. Os canais podem cobrar assinaturas dos usuários, ser exclusivos para membros pagos ou permitir que os proprietários promovam seus canais. No entanto, ele reiterou a decisão de não exibir anúncios na caixa de entrada principal, proporcionando tranquilidade aos usuários.

Status e Canais

Embora o WhatsApp tenha mencionado anteriormente a possibilidade de exibir anúncios no recurso Status, isso ainda não foi implementado. Cathcart confirmou que essa continua sendo uma opção viável. Até o momento, a empresa não realizou testes de anúncios em status em nenhum país, conforme informado por um porta-voz da Meta, controladora do WhatsApp.

Diversificação de receitas

Com uma base de usuários globalmente significativa, o aplicativo está em busca de estratégias para diversificar suas fontes de receita. Até agora, a plataforma dependia principalmente de mensagens comerciais e cliques em anúncios do WhatsApp em outras plataformas, como o Facebook, para gerar receita.

No início deste ano, o WhatsApp lançou o recurso de streaming de Canais, uma ferramenta que permite aos usuários acompanhar suas marcas favoritas. Embora não tenham sido fornecidos detalhes específicos sobre a inclusão de publicidade neste recurso, Cathcart deu a entender que a empresa poderia explorar a possibilidade de promover canais por meio do diretório de Canais.

Equilibrando receitas e experiência do usuário

A clareza proporcionada por Will Cathcart oferece aos usuários do WhatsApp uma compreensão mais precisa da direção que a empresa planeja seguir em termos de publicidade. Ao evitar a exibição de anúncios na caixa de entrada principal, o WhatsApp visa equilibrar a necessidade de gerar receita com a experiência do usuário.

A possibilidade de anúncios em canais e status apresenta uma abordagem inovadora para a incorporação de publicidade, visando manter a plataforma financeiramente sustentável sem comprometer a usabilidade. Com a constante evolução do aplicativo, os usuários agora aguardam para ver como essas mudanças impactarão sua experiência cotidiana no aplicativo de mensagens mais utilizado em todo o mundo.

você pode gostar também