Filho de Griselda Blanco quebra o silêncio sobre série da Netflix

Na esteira do estrondoso sucesso da série Griselda da Netflix, baseada na vida da temida “rainha da cocaína de Miami”, Griselda Blanco, seu único filho vivo, Michael Corleone Blanco, decidiu abrir o jogo sobre seus sentimentos em uma entrevista bombástica.

Foto: Netflix/Divulgação

“São emoções intensas e sentimentos inexplorados. É quase surreal”

Assim confessou Michael ao podcast The Real Griselda, apresentado pelo misterioso diretor Billy Corden, conhecido por desvendar os segredos do submundo dos traficantes de Miami. “Fiquei sem ar, alternando entre felicidade e tristeza…”, deixando no ar a promessa de revelações chocantes.

Blanco não poupou críticas, insinuando que a história complexa de sua família merecia mais do que a narrativa superficial apresentada na série. “Há detalhes que foram convenientemente deixados de lado. A história merecia um tratamento mais… profundo”, provocou.

A série, estrelada por Sofia Vergara, retrata Griselda Blanco como uma das mais perigosas traficantes de drogas dos anos 70

Mas Michael não está satisfeito, especialmente com o primeiro episódio, descrevendo-o como “longe de ser preciso” e apontando discrepâncias em momentos-chave. “Foi constrangedor. Minha mãe era a distribuidora número 1 de cocaína do mundo em 1975, e a série não faz justiça a isso. Ela foi uma verdadeira pioneira na indústria”, sussurrou Michael, como se revelasse um segredo sombrio ao ouvinte.

A entrevista revela ainda mais, com Michael destacando uma previsão sinistra não explorada na série: o império do tráfico em Nova York nos anos 60, antes de Griselda conquistar Miami. Uma omissão estratégica?

Griselda Blanco, apelidada de “Viúva Negra”, encontrou um fim trágico em 2012, assassinada em um açougue em Medellín. Seus outros três filhos compartilharam destinos sombrios.

Veja também:

Foto: Divulgação/Netflix
você pode gostar também